Consultoria em Gestão
 
   

Altas Expectativas geram alto Desempenho – O Efeito Pigmalião

pigma_clip_image008 A profecia auto-realizável diz que, quanto mais as pessoas acreditam em uma coisa, mais elas podem influenciar no seu acontecimento. O mais interessante é que isso funciona também em relação à performance profissional. É também chamado Efeito Rosenthal ou Efeito Pigmalião e foi assim nomeado por Robert Rosenthal e Lenore Jacobson, destacados psicólogos americanos, que realizaram um importante estudo sobre como as expectativas dos professores afetam o desempenho dos alunos.

É simples: professores que têm uma visão positiva dos alunos tendem a estimular o lado bom desses e a obter melhores resultados; professores que vêm os alunos com olhos negativos adotam posturas que acabam por comprometer negativamente o desempenho desses. Esse efeito, chamado também de profecia auto-realizável, porque quem faz a profecia é na verdade quem a faz acontecer, afeta as relações em todos os campos da vida, conforme amplamente documentam os estudos posteriores de Rosenthal, um premiado cientista. Na gestão, a profecia auto-realizável foi apresentada em célebre estudo de Douglas McGregor, na década de 1960, que mostrou que a expectativa dos gerentes afeta o desempenho dos empregados - quando o gerente espera coisas positivas deles, essas tendem a vir; quando espera coisas negativas, elas provavelmente serão confirmadas.

O americano naturalizado israelense Dov Eden, Ph.D. pela Universidade de Michigan, trabalha há 20 anos com o tema da profecia auto-realizável, diz:
Acontece todos os dias, durante o dia inteiro, em todo o mundo, com chefes e subordinados. Quando os chefes esperam mais, eles recebem mais. E vice-versa. Por quê? Porque quando esperam mais, tratam seus subordinados de forma diferente. Os chefes são "profetas" preenchendo as próprias expectativas como qualquer outra pessoa. Quando esperam mais, recebem mais, quando esperam menos, recebem menos.”

A profecia auto-realizável no seu dia-a-dia
Em termos práticos, se vemos alguma pessoa como sendo “difícil” e acreditamos que é um “inimigo” não colaborador, tendemos, mesmo que de forma inconsciente, a agira como se ele realmente fosse assim,, levando-o a se comportar desta maneira, fechando-se para a colaboração, o que o faz reproduzir a imagem criada. Quem tem expectativas ruins sobre os outros, não acredita neles, não vê suas qualidades, costuma colher o pior dos outros; já quem os vê pelo lado positivo, que foca nas virtudes, que tem expectativas boas sobre eles, tende a obter o melhor de cada um, tendo relacionamentos mais saudáveis.

Eis alguns exemplos:
Um gerente que tem uma expectativa positiva dos seus superiores os percebe como pessoas sensatas e confiáveis. Devido a essa visão apresenta-se desarmado, autoconfiante e tranqüilo diante deles, ganhando mais simpatia e ampliando o potencial de que seus projetos sejam bem recebidos, suas chances de sucesso-se tornam muito maiores.

Um profissional que acredita na integridade e na capacidade de seu gerente de ouvir, considerar idéias e sugestões vindas de seus subordinados terá mais propensão a apresentar mais contribuições, de uma maneira positiva tendendo a ser mais ouvido e considerado como colaborador. É a sua visão da situação e do gerente que determina seu comportamentos positivos que afetam o gerente a estar mais aberto a ele e suas sugestões, ampliando suas possibilidades.

Um vendedor que acredita no potencial interesse do cliente já chega com um sorriso verdadeiro, um discurso mais positivo e atua de forma mais autoconfiante, transmitindo maior segurança sobre o valor de sua oferta. Ganharia confiança e a simpatia do cliente, aumentando a probabilidade de fechamento da venda.

Se os funcionários de uma empresa acreditam que o ano vai ser ruim, isso influencia nos resultados E pode também acontecer em mercados de capitais. Uma vez que corre o boato de que uma empresa está com problemas, as pessoas vendem as ações. Isso pode quebrar a empresa. É uma cadeia de eventos que começa com a expectativa, transforma-se em comportamento e depois no resultado. Então, de certa maneira, a profecia auto-realizável é um mau nome. O processo é auto-realizável, mas o profeta sou eu, você e todo mundo.

Não queremos estragar uma criança, mas, se tivermos poucas expectativas com relação a ela, a criança pode ter certa dificuldade em atingir seus objetivos.

 

 

 

 
Matérias e Artigos
- Altas Expectativas geram alto Desempenho
   
- Como fazer para motivar a equipe usando o poder das Expectativas?
   
- Porque resistimos às Mudanças
   
- Práticas Motivacionais
   
- Radio Peão
   
- Teste de Motivação
   
- Frederick Herzberb - A teoria dos dois fatores Motivacionais
   
- Maslow - As pessoas auto-realizadoras
   
- Você é feliz no trabalho? Confira os motivos da desmotivação e o que fazer
   
- Quando ocorre delegação efetiva?
   
- O que é delegar?
   
- Delegar É Confiar No Próprio Taco
   
- Marketing boca-a-boca
   
- A Psicologia da Mentira
   
- Você tem experiência?
   
- Estilos de negociação
   
Consultoria de Gestão Rosinholi - Consultoria, Treinamento e Palestras - mauricio@rosinholi.com.br - (19) 8222-1888 (19) 3878-4390